Salve vidas. Seja doador.

Vocês sabiam que com o final do ano, as doações nos bancos de sangue costumam reduzir em cerca de 30%? Pensando nisso resolvi fazer um post explicativo sobre os diferentes tipos de doações – sangue, órgãos, medula -, já que muitas vezes, apesar de sabermos da importância, não doamos. Os motivos mais comuns são medo, falta de conhecimento ou simplesmente porque não é um conhecido nosso que precisa.

Eu nunca doei sangue, apesar de querer, pois não me encaixo ainda nos pré-requisitos. Entretanto, sou doadora de órgãos e medula óssea. Vou explicar um pouquinho pra vocês sobre como funciona cada procedimento e o que precisa para ser doador.

  • Doação de sangue:

Na doação total, serão coletados 450 ml de sangue. Os homens podem doar de 2 em 2 meses, até 4 vezes ao ano e as mulheres podem doar de 3 em 3 meses até 3 vezes ao ano.

HiRes_display_7

Requisitos para doar sangue:

→ Portar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho certificado de reservista ou carteira do conselho profissional);
→ Estar bem de saúde;
→ Ter entre 16 (*) e 69 anos (incompletos) – (*) jovens com 16 e 17 anos podem doar com autorização dos pais e / ou responsáveis legais;
→ Pesar no mínimo 50 Kg;
→ Não estar em jejum. Evitar apenas alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação;

“A doação de sangue é um ato voluntário e altruísta que salva vidas”

Para maiores informações: HEMORIO.

Para quem é do Rio de Janeiro e quer doar, o endereço é o seguinte: Rua Frei Caneca, 8, Centro – Rio de Janeiro. Horário de funcionamento: todos os dias de semana, de 7 às 18 horas, inclusive finais de semana e feriados.

  • Doação de medula óssea:

Caso você deseje ser um doador de medula óssea, primeiro é necessário se cadastrar no REDOME (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea). Para se cadastrar, o candidato a doador deverá procurar o hemocentro mais próximo de sua casa, onde será feita a coleta de uma amostra de sangue (10 ml) para testes. Estes testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente. Os dados do doador são inseridos no cadastro do REDOME e, sempre que surgir um novo paciente, a compatibilidade será verificada. Uma vez confirmada, o doador será consultado para decidir quanto à doação.

006752013123129Requisitos para ser doador de medula óssea:

→ Você precisa ter entre 18 e 55 anos de idade e estar em bom estado geral de saúde (não ter doença infecciosa ou incapacitante);

→ Uma vez no cadastro, você poderá ser chamado, se identificado como compatível com algum paciente, até os 60 anos;

Para maiores informações: INCA.

“Imagina-se que em cada dez mil pessoas registradas, apenas uma será doadora, porque a probabilidade de encontrar alguém compatível fora da família é muito pequena.” 

Eu me cadastrei no REDOME em um evento que teve na minha faculdade. São apenas de 5 a 10 ml de sangue. Super rápido e não dói!

  • Doação de órgãos

De acordo com a legislação brasileira, todos somos doadores de órgãos, desde que após a nossa morte, um familiar (até segundo-grau de parentesco) autorize a retirada dos órgãos. Portanto, não basta você querer ser um doador. Sua família também precisa saber.

PaginaEinstein-doar-orgaos-salva-vidasPara doar órgãos:

→ O paciente deve ter diagnóstico de morte encefálica. Em caso de parada cardíaca a doação ainda não pode ser realizada;

→ Deve haver compatibilidade entre o doador e o receptor;

→ Não é necessário nenhum registro em documento, apenas o consentimento da família;

→ As córneas são os únicos órgãos que podem ser retirados até 6 horas após parada cardíaca. Sendo assim, não é necessário o diagnóstico de morte encefálica, o que permite maior número de doações e a diminuição do número de pessoas na fila de espera por transplante.

Para maiores informações: ABTO.


Já me declarei doadora de órgãos para toda família. Para algumas pessoas pode parecer um assunto meio estranho, afinal ninguém quer pensar na morte. Mas na minha opinião devemos pensar que esse é um gesto muito importante e que salva vidas de verdade!

Espero ter esclarecido algumas dúvidas e ter de alguma forma mudado pensamentos. Doar, não importa o que, é fundamental. Fazer o bem sempre!

final do post2

Anúncios

4 comentários sobre “Salve vidas. Seja doador.

  1. Antes de doar sangue é preciso evitar derivados de leite tb! Quando doei sangue me perguntaram sobre meu café da manhã e falei que tinha tomado um achocolatado, a enfermeira me orientou a na proxima vez que doar evitar derivados de leite alé, de comidas gordurosas.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eu já avisei minha família sobre a doação de órgãos, pois acho um gesto nobre que pode salvar uma vida e faz toda a diferença.
    Beijos, lindo post é preciso haver conscientização por parte de todos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s